+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

Guia completo: porque uma infraestrutura na Nuvem é importante para o seu negócio

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma das tendências mais populares em tecnologia remota das últimas décadas é a Nuvem. Seu conceito é amplo, assim como as suas funcionalidades e recursos que abrangem as mais diversas demandas e necessidades tanto para uso pessoal quanto profissional ou corporativo. Não é por coincidência que empresas de todos os portes e segmentos do mercado têm investido em soluções atreladas à Cloud Computing.

Além de reduzir custo com infraestrutura – hardware e software -, a Nuvem permite aos desenvolvedores gerenciarem cada etapa do desenvolvimento de aplicativos, sem mencionar seus benefícios para cada necessidade de TI das organizações modernas, que abrangem desde armazenamento até a execução de sistemas robustos.

Com base nesse contexto, preparamos este guia completo para que você entenda por que uma infraestrutura na Nuvem é tão importante para os negócios. Continue a leitura do conteúdo para saber mais sobre o assunto!

O que é Nuvem e como funciona sua infraestrutura?

Nuvem é o termo usado para descrever o conceito de globalização da rede de servidores. Basicamente, ela não é uma entidade física, mas sim uma abrangente rede de servidores remotos espalhados por todo o planeta que se conectam entre si e operam como um único ecossistema.

Cada servidor é responsável pelo armazenamento e gerenciamento de dados, assim como a execução de aplicativos ou fornecimento de conteúdos ou serviços, como softwares de produtividade (ERP), mídias sociais, e-mail, transmissão de vídeos e músicas (streaming), entre outros recursos que dependem da internet para funcionar. Em vez de todos esses serviços e dados serem acessados de um PC local, é possível ter acesso no ambiente online a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet. As informações ficam disponibilizadas a qualquer hora e em qualquer lugar do mundo.

Baixe o e-book gratuito ERP na Nuvem.

Uma infraestrutura em Nuvem é um conceito ainda mais amplo e complexo, mas explicaremos de forma simplificada. Pois bem, a Cloud é baseada em vários componentes, incluindo, porém não se limitando a uma combinação específica de:

  • dispositivos de rede;
  • softwares;
  • servidores;
  • recursos de armazenamento.

Cada um desses componentes é crucial para o desenvolvimento de aplicativos que podem ser acessados por meio da Nuvem. Essas aplicações podem ser recuperadas de forma remota pela internet, WANs (redes de longa distância, serviços de telecomunicação e outros meios de rede.

Como a Nuvem é categorizada?

Geralmente, a infraestrutura em Nuvem é categorizada em três diferentes aspetos que se complementam entre si para criar um serviço disponível no ambiente virtual. Esses aspectos são:

  • Computação – Trata-se de toda a parte da infraestrutura voltada para a computação dos aplicativos, sendo fornecida por racks de servidores para oferecer serviços em Cloud para diferentes serviços e parceiros;
  • Rede – É a categoria voltada para a transferência dos dados externamente, ou seja, a comunicação entre sistemas de armazenamento e computadores. Essa parte da infraestrutura de Nuvem necessita de switches e roteadores;
  • Armazenamento – É muito provável que uma infraestrutura em Cloud exija uma quantidade considerável de armazenamento, em geral, que possa ser combinada com armazenamento em flash e discos rígidos.

Diferenças entre os conceitos de SaaS, IaaS e PaaS que integram a Nuvem

Embora sejam muito confundidos até mesmo por profissionais experientes, a Nuvem é composta por três conceitos distintos. Estamos nos referindo ao Software como Serviço (SaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS). Veja a seguir como são definidos e quais as diferenças entre cada formato:

SaaS

O conceito de SaaS é comumente descrito como um ambiente que proporciona serviços de aplicativos em Nuvem. Sem dúvida, é a vertente da Cloud mais amplamente utilizada, especialmente no universo corporativo, uma vez que os provedores de SaaS oferecem uma experiência completa ao cliente por meio de troca de serviços e informações, já que é o modelo é capaz de reduzir uma grande carga de TI das mãos de um negócio.

De forma resumida, o SaaS utiliza a Web para fornecer serviços e aplicativos distribuídos, descartando a necessidade de que os usuários façam download de qualquer sistema em suas máquinas físicas. Ou seja, os softwares são fornecidos e executados a partir da própria Nuvem.

Além disso, por meio do SaaS as responsabilidades de gerenciamento, manutenção e atualização de licenças de software ficam com o fornecedor. O contratante do serviço usufrui do benefício de poder adquirir programas robustos e soluções modernas para suas demandas a preços muito mais acessíveis, tanto em termos de preço de aquisição quanto em economia com infraestrutura tecnológica.

PaaS

Plataforma como Serviço (PaaS) é uma modalidade mais comparável ao formato SaaS, porém trata-se de um ambiente virtual com mais autonomia de criação e personalização de aplicativos, sendo altamente recomendada para desenvolvedores.

Por ser uma vertente da Nuvem, toda a metodologia PaaS é fornecida por meio da internet, o que permite que as equipes de TI trabalhem remotamente e tenham todos os recursos necessários para projetar softwares sem se preocuparem com outras questões.

Com o PaaS, quem assume a maior parte dos riscos também é o fornecedor dos serviços, e isso inclui middleware, tempo de execução, servidores, sistemas operacionais, rede, virtualização e armazenamento. A organização, por sua vez, só precisa se preocupar como o gerenciamento de seus dados e aplicativos.

Saiba como otimizar o tempo da equipe de TI com o e-book Time to Value.

IaaS

Infraestrutura como Serviço (IaaS) é a terceira categoria que integra a Nuvem e, como consta no próprio termo, é o ambiente que proporciona o máximo de controle interno às empresas em termos de infraestrutura, permitindo total acesso à manutenção direta e à maioria dos recursos de Cloud Computing.

Basicamente, o IaaS oferece amplo controle, automação e escalabilidade, visto que os clientes podem adquirir recursos e ferramentas à medida que seus negócios necessitem, sem qualquer dependência da estrutura de hardware interno.

Assim como a maioria dos serviços em Nuvem, o IaaS é gerenciado por uma empresa específica, isto é, um fornecedor, que se responsabiliza pelo armazenamento, virtualização, rede e pelos serviços, deixando a provisão de aplicativos, sistemas operacionais, middleware e tempo de execução nas mãos de seus clientes.

Conheça os serviços em Nuvem da Engine para as demandas de sua empresa!

Vantagens de usar a Nuvem

À medida que o processo de transformação digital avança por cada segmento do mercado e impulsiona o comportamento de consumo, tanto de informação e entretenimento quanto de produtos e serviços, os argumentos em benefício da Nuvem se tornam mais fortes. Ainda sim, vale ressaltar as vantagens que uma infraestrutura em Nuvem pode proporcionar ao seu negócio. Veja a seguir!

Redução de custos

Como você pôde entender até aqui, a Nuvem contribui significativamente com a redução de custos operacionais de uma empresa, a começar pela infraestrutura de hardware que pode ser diminuída uma vez que diversos serviços são executados diretamente da internet.

Além disso, a Nuvem reduz gastos com servidores, softwares, contas de energia, atualizações de licenças e até mesmo em suporte de especialistas em TI, já que um bom provedor de serviços em Cloud oferece todos os recursos que seu negócio precisa.

Mais agilidade e flexibilidade

A maioria dos provedores de serviços em Nuvem permite a autonomia e o autogerenciamento dos recursos, de modo que todas as alterações nos serviços possam ser realizadas em questão de minutos. Isso contribui com a produtividade e a eficiência dos sistemas das empresas, permitindo que colaboradores e gestores acessem dados compartilhados a qualquer hora e de qualquer lugar.

Muito mais segurança

Engana-se quem pensa que servidores em Nuvem podem ser facilmente comprometidos. O fato é que, proporcionalmente falando, a infraestrutura e os serviços da Cloud são criptografados em nível corporativo.

Além do mais, os fornecedores desse tipo de tecnologia trabalham constantemente para otimizar a proteção contra ataques cibernéticos, vírus, vazamentos de dados e outros tipos de violações, por meio de uma abordagem híbrida na qual os dados são armazenados confidencialmente em uma Nuvem privada, enquanto os aplicativos e outras informações, em uma Nuvem pública.


Este conteúdo sobre como uma infraestrutura em Nuvem é importante para o seu negócio foi útil para você? Então aproveite para conferir também o nosso artigo SaaS: tudo o que você precisa saber sobre o Software como Serviço!

Veja também