+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

Como usar SaaS adaptado para a indústria de alimentos

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Netflix, Spotify e Dropbox são serviços mundialmente conhecidos e líderes em seus segmentos, que guardam, entre si, uma mesma característica: são modelos de negócio que utilizam softwares baseados na nuvem. Estas empresas ajudaram a popularizar o chamado SaaS – Software as a Service, hoje aplicado nas mais diferentes áreas do mercado, inclusive na indústria de alimentos.

A indústria de alimentos tem se aproveitado cada vez mais desta tecnologia de ponta em seu processo de transformação digital. Os benefícios são inúmeros e ajudam o segmento a enfrentar os muitos desafios que vê pela frente, ainda mais diante da pandemia do novo Corona vírus, que trouxe novos paradigmas e exige novos comportamentos. Mas como usar SaaS adaptado para a indústria de alimentos? É o que responderemos agora!

O que é computação na nuvem?

O nome vem de Cloud Computing, que significa “computação na nuvem”. Trata-se de um conceito fundamental para se entender o que é e como funciona um SaaS para indústria de alimentos ou qualquer outro segmento. Em suma, a computação na nuvem permite que você acesse um arquivo ou realize diferentes tarefas pela internet. Ou seja, você não precisa instalar determinados aplicativos no seu computador, pois poderá acessá-los online, economizando espaço na máquina.

Um software em nuvem significa que ele está instalado em um servidor remoto e disponível para acesso por meio da web. O mesmo vale para arquivos, que não precisam mais ficar armazenados apenas no HD do seu computador. O melhor exemplo disso são os serviços oferecidos pelo Dropbox, que armazena seus arquivos com toda segurança na nuvem. Outros exemplos bem populares são os diversos aplicativos que o Google oferece, acessados todos através da internet.

O que é SaaS?

SaaS é a sigla de Software as a Service, ou seja, software como serviço. O próprio nome já explica do que se trata: o software é vendido como um serviço, não como um produto. A principal característica de um SaaS é que o cliente não compra uma licença de uso, apenas paga mensalidades para a utilização de um determinado software em nuvem. Ou seja, paga pelo o quê e quando efetivamente usa.

Isso significa que o cliente não se responsabiliza pela aquisição, instalação e manutenção da infraestrutura de hardware e software, o que é uma enorme vantagem. Mais do que isso, não precisa sequer atualizar a ferramenta; basta uma boa conexão com a internet para acesso full time ao software contratado.

Também conhecido como software baseado na web, o SaaS é executado nos servidores da empresa provedora, cuja responsabilidade é gerenciar o acesso e prover a segurança de dados e a conectividade necessárias para a prestação do serviço. O SaaS para indústria de alimentos é o software contratado pelo segmento como um serviço utilizado na nuvem. 

As vantagens do uso do SaaS

São muitas as vantagens do uso do SaaS para a indústria de alimentos e todos os demais segmentos que se beneficiam dele. Entre as quais, destacamos:

  • Os custos são bem menores com a contratação do serviço, eliminando a necessidade de pagar por caras licenças. 
  • A manutenção do sistema é toda por conta da empresa desenvolvedora. O cliente não precisa sequer instalar a ferramenta, muito menos se preocupar com manutenção e novas versões.
  • Não é preciso contar com servidores para utilizar o software contratado. Basta uma boa conexão com a internet e nada mais.
  • Maior flexibilidade. No caso da modalidade On Premise, o desempenho da ferramenta se restringe ao ambiente onde está instalada. Diante de demandas em excesso, o sistema pode ficar lento e com risco de paradas. Na nuvem, não.
  • Acesso remoto, ou seja, pode ser acessado de qualquer lugar.
  • Maior segurança dos dados e facilidade de upgrade;
  • Maior facilidade de integração com outros sistemas.

Como o SaaS pode ser bem utilizado na indústria de alimentos?

Um dos maiores desafios da indústria de alimentos, ao lado da saudabilidade, é a segurança alimentar. E, para garantir isso, sem dúvidas é imprescindível rastrear e gerenciar todos os dados do produto just in time. Isso significa que a empresa da indústria de alimentos que assumiu sua transformação digital pode identificar qualquer problema, anormalidade, erro ou inconsistência de todos os seus processos de forma muito rápida, antes mesmo que este problema se transforme em um grande prejuízo.

A rastreabilidade também é uma condição que deve ser perseguida pela indústria de alimentos. Imagine, por exemplo, o prejuízo que um pequeno lote de produtos estragados pode causar ao negócio. Os prejuízos, neste caso, vão muito além do financeiro, porque podem alcançar e manchar a própria imagem da indústria. Por meio de uma rastreabilidade totalmente automatizada, o problema é identificado de forma imediata e logo é resolvido.

Outra questão importante é o investimento que a transformação digital exige. Definitivamente, não é barato criar e manter toda uma estrutura de Tecnologia da Informação (TI), que dê suporte a todas as operações digitais. A indústria de alimentos pode se dedicar à sua atividade principal, sem se preocupar com essas questões, que ficam todas a cargo da empresa desenvolvedora.

A utilização do SaaS para a indústria de alimentos garante uma operação absolutamente padronizada, segura, rastreada e voltada para a segurança do alimento e contra o desperdício. Estes são temas extremamente sensíveis para o setor, que trabalha basicamente com insumos perecíveis. 

O uso do SaaS para a indústria de alimentos é uma realidade cada vez maior, tornando-se um padrão a seguir. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IDG nos Estados Unidos, nada menos do que 73% das empresas mantém ao menos um software na nuvem. 

SaaS para a indústria de alimentos: a Engine pode ajudar na transformação digital da sua empresa

Um ERP (software de gerenciamento total de negócios) na modalidade SaaS promove uma verdadeira revolução na gestão de uma empresa. Com 25 anos de mercado e especializada na transformação digital da indústria de alimentos, entre outras, a Engine tem soluções completas para a gestão empresarial, de classe mundial, voltadas para o aumento da competitividade e da governança dos seus clientes.

Oferecemos soluções de gestão do SAP em nuvem, possibilitando à sua empresa a utilização do melhor ERP do mercado, sem preocupações com licenças, upgrades e manutenções. Vale pontuar que a Engine é pioneira na realização de implementações de SAP no modelo SaaS, portanto é referência de mercado. Fale já com um de nossos especialistas clicando aqui, e saiba tudo o que podemos fazer pela transformação digital e crescimento do seu negócio.

Veja também