+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

Conheça os 10 estilos de liderança: qual é o seu?

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Visionário? Democrático? Servil? Que tipo de líder é você? Como sua liderança contribui para os resultados de sua empresa? Quais são os seus estilos de liderança e como você pode atuar fazendo de fato a diferença para a sua equipe?

Sim, há estilos de liderança, e certamente um ou mais deles traduzem a forma como você exerce o seu papel de líder. Conhecê-los também poderá lhe ajudar a aumentar suas habilidades, encontrando novas formas de liderar. 

Saiba, agora, quais são os 10 estilos de liderança.

A importância da boa liderança

A boa liderança é absolutamente fundamental para uma equipe alcançar seus objetivos. Afinal, o grupo precisa caminhar unido, na mesma direção, e alguém precisa exercer o papel de liderá-lo nessa caminhada. O bom líder oferece meios para que a equipe cumpra com o seu papel da melhor forma, orientando-a, motivando-a e, sobretudo, apontando direções. 

Uma equipe sem líder sempre terá dificuldades de trabalhar em conjunto, remando na mesma direção, porque grupos são heterogêneos e é preciso unir as pessoas em torno de um propósito comum. Essa é a maior de todas as importâncias da liderança.

Os 10 estilos de liderança

A verdade é que você tem o seu estilo de liderança, mas isso não significa que esse estilo deva ser único, hermético. Você pode agir de uma forma em um determinado momento ou liderar com outras características quando assim o momento exigir. Por isso, vamos falar sobre cada um dos 10 estilos de liderança.

1) Liderança de coaching

Focada no desenvolvimento de subordinados (os liderados), a liderança de coaching procura o resultado do conjunto, motivando a equipe a alcançar os objetivos propostos. Um líder de coaching é aberto à troca de ideias com o grupo e faz do feedback uma ferramenta de transformação. A principal característica da liderança de coaching é o fortalecimento das equipes e, consequentemente, da empresa. Mark Zuckerberg, do Facebook, é um exemplo clássico de líder de coaching.

2) Liderança visionária

O líder visionário é aquele que enxerga longe, que trabalha para levar a empresa para um lugar de destaque. Ele não se preocupa muito com o detalhe, e estimula seu time a acreditar na sua visão de empresa de sucesso. Em geral, é um líder muito carismático e respeitado, e seu principal papel é fazer a equipe crer no sucesso. Em suma, é um entusiasta ferrenho. Martin Luther King era um líder visionário, e exatamente por isso conseguiu transformar sua luta em uma bandeira seguida até hoje, mais de 50 anos após a sua morte.

3) Liderança servil

O líder servil cuida da sua equipe e aposta principalmente na pessoa, antes de trabalhar com o conceito de grupo. Em geral, faz sucesso porque está sempre buscando atender as necessidades dos liderados. Mas um bom líder servil sabe a diferença entre a necessidade e o desejo do liderado, e quando isso acontece sua liderança flui muito melhor. Líderes religiosos são bons exemplos de líderes servis, como Madre Teresa de Calcutá.

4) Liderança autocrática

É o líder autocrático quem toma todas as decisões, e cabe aos liderados obedecê-lo. Para que isso aconteça satisfatoriamente, o líder autocrático precisa ter um controle absoluto sobre o grupo, ou seja, precisa ter a equipe em suas mãos. A criatividade e a inovação nas decisões vão depender do líder autocrático, mas em alguns momentos esse tipo de liderança é providencial, principalmente quando é preciso tomar uma decisão e executá-la de forma imediata. O exemplo mais contundente deste estilo de liderança é o ex-presidente norte-americano Donald Trump.

5) Liderança laissez-faire

É a liderança que acontece de forma branda, sem grandes intervenções. O líder dá todo o espaço para os liderados agirem, mas o faz porque confia em sua equipe. Essa relação de confiança entre líder e liderado fortalece o time e a gestão, mas é preciso estimular a iniciativa própria, o que não é tão simples assim. Em geral, as equipes ganham autonomia e capacidade de atitudes de criatividade e inovação. O investidor Warren Buffet é um bom exemplo deste estilo de liderança.

6) Liderança democrática

As decisões são compartilhadas pelo líder democrático, que estimula a participação de todos e incentiva o posicionamento. O líder democrático ouve a equipe, e mais do que isso, considera suas opiniões. Mas, como um bom líder, é o responsável pela condução do processo. A participação gera comprometimento, e esse é o maior objetivo do líder democrático. O processo de decisão pode ser mais lento neste caso, mas as decisões são fortalecidas. O ex-presidente norte-americano John F. Kennedy é considerado um líder democrático nato.

7) Liderança pacesetter

Em português, pacesetter é precursor. O estilo de liderança pacesetter é aquele que busca metas altas, e não mede esforços para que a sua equipe de liderados alcance os objetivos. O líder pacesetter é um incansável, um otimista e, sobretudo, um motivador. Está sempre preocupado com os resultados e em aumentar a competitividade, e não abre mão disso. O empresário Eike Batista sempre foi um exemplo clássico deste estilo de liderança.

8) Liderança transformacional

O líder transformacional busca a mudança de cultura na organização. Portanto, busca transformações profundas, que de fato mudem a empresa. É um trabalho a longo prazo e depende de muito carisma e comprometimento do líder, que não pode esmorecer. O cofundador e CEO da Netflix, Reed Hastings, é um exemplo da mais pura liderança transformacional, responsável por mudar um modelo de negócio de DVD por correio para uma inovadora empresa referência mundial de streaming.

9) Liderança transacional

O líder transacional busca conduzir sua equipe ao alcance das metas e objetivos recompensando-a pelas boas ações e punindo-a pelos resultados não alcançados. Para isso, trabalha sempre no curto prazo. Da mesma forma que pode ser festejado por folgas extras ou prêmios concedidos, é temido pelas demissões (ou pela ameaça constante da perda do emprego). É um líder que tem o que chamamos de mão de ferro. Treinadores de futebol, principalmente os europeus, são bons exemplos deste estilo de liderança.

10) Liderança burocrática

É dos mais antigos estilos de liderança. É baseado em regras, com pouca flexibilidade. O bom deste estilo é que os liderados sabem exatamente seu papel e o que é preciso fazer para seguir o líder. O líder burocrático é rígido e exerce a hierarquia o tempo inteiro. É um estilo de liderança oposto ao líder democrático. Quase não há espaço para a criatividade e inovação, tampouco pela participação e surgimento de novos líderes, e a liderança é exercida de forma centralizadora. Os militares de alta patente são os melhores exemplos de liderança burocrática.

Informação, a base do exercício da liderança

Agora que você conhece os 10 estilos de liderança, poderá se identificar com um ou mais de um destes estilos. Poderá, também, até mesmo reconstruir sua forma de liderar, acrescentando novas competências ao seu estilo, testando novos modelos e assumindo novas atitudes.

Não importa o estilo de líder que é você, algo é imprescindível em todo esse processo: o acesso e o uso da informação. A verdade é que de nada adianta um líder ter seu time nas mãos, mas não estar muito bem informado para levá-lo a alcançar os objetivos propostos.

Estar muito bem informado é essencial e é a base do exercício da liderança. Um líder precisa saber sobre tudo o que se passa com sua equipe e sobre o trabalho a ser realizado, e aí, sim, ele poderá exercer seu papel de forma completa.

Nestes tempos onde o senso de urgência é um diferencial competitivo e vital para a gestão, é fundamental ter acesso just-in-time às informações. E somente com sistemas na nuvem é possível acessar as informações a qualquer instante, de qualquer lugar. Dessa forma, o gestor fica a par de todos os dados do negócio e pode tomar providências imediatas, sem perda de tempo, e isso pode significar a diferença entre um pequeno acerto gerencial e um grande prejuízo.

Sejam quais forem seus estilos de liderança, é preciso que você seja um líder muito bem informado. É dessa forma que você poderá verdadeiramente cumprir com o seu papel.

Engine: a transformação digital à favor da liderança

A Engine é uma consultoria de gestão empresarial, parceira SAP, especializada em soluções que aliam tecnologia, negócio e inovação. O objetivo é transformar os clientes em empresas inteligentes, absolutamente preparadas para os desafios da indústria 4.0, por meio de práticas de gestão de classe mundial.

A Engine é pioneira no modelo de negócio de SAP as a Service e oferece todos os componentes de Cloud, software, serviços e sustentação necessários para uma solução de negócio de maneira Turn-Key. Com o SAP em nuvem oferecido pela Engine, por exemplo, será possível utilizar o melhor ERP do mercado a qualquer instante, de qualquer lugar, transformando isso em um diferencial competitivo.

Clique aqui e venha conversar conosco sobre a transformação digital da sua empresa.

Veja também