+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

IaaS x PaaS: quais as diferenças e qual o melhor para a sua empresa?

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Se você chegou até este conteúdo enquanto procurava saber as diferenças entre IaaS x PaaS, é muito provável que já tenha algum conhecimento sobre os diferentes ambientes de desenvolvimento de aplicações na Nuvem, não é verdade?

Pois bem, de maneira simplificada, embora ambos conceitos sejam fundamentados na Cloud Computing, cada modalidade conta com suas particularidades, recursos próprios e soluções voltadas para demandas específicas.

Neste conteúdo, mostraremos as principais diferenças entre IaaS x PaaS, assim como suas aplicações e vantagens. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

O que é IaaS?

Infrastructure As a Service (IaaS) ou, como é conhecido em português, Infraestrutura como Serviço, é o modelo no qual os recursos de Cloud Computing são totalmente configuráveis. Ou seja, é um ambiente virtual no qual os desenvolvedores podem dimensionar o processamento, o armazenamento, os servidores e os demais itens conforme as suas demandas.

Neste formato, é possível ter total flexibilidade e autonomia para realizar configurações de infraestrutura, aumentar ou reduzir recursos, gerenciar a rede, alterar configurações de firewall e fazer todo o tipo de personalização de acordo com suas necessidades. No entanto, isso significa que, para operar em um modelo IaaS, é preciso ter conhecimento técnico em desenvolvimento de aplicativos ou, ainda, obter o acompanhamento de uma equipe de TI especializada para realizar a gestão e manutenção do ambiente.

Se compararmos o IaaS com uma estadia de viagem, seria o equivalente a você escolher um imóvel no qual toda a infraestrutura ficasse por sua conta, ou seja, todos os aspectos relativos às manutenções e acabamento fosse sua responsabilidade. Em outras palavras, você teria um altíssimo nível de autonomia para personalizá-lo conforme suas preferências, contudo, também teria muito mais responsabilidade.

Exemplos de aplicação IaaS

Hoje em dia, há uma grande demanda para serviços de IaaS no mercado. As principais formas nas quais essas soluções se diferem são o tipo de escalabilidade (se é vertical  ou horizontal), o nível de atendimento, a localização do Datacenter (se é no exterior ou em território nacional), a forma de cobrança e se há ou não gerenciamento especializado (suporte de TI).

Algumas soluções de IaaS populares são os recursos da AWS, Google Cloud, Microsoft Azure, entre outras.

Vantagens do IaaS

Agora que você já sabe o que é IaaS e em quais cenários essa tecnologia costuma ser aplicada, veja quais são os principais benefícios que ela pode proporcionar:

  • Redução de despesas de capital e otimização de custos – o ambiente proporcionado pela IaaS ajuda a eliminar uma série de custos relativos ao gerenciamento e à configuração de um Datacenter físico, ou seja, é uma alternativa de migração para a Nuvem muito mais econômica;
  • Aumenta a escala e o desempenho das cargas de trabalho de TI – com a IaaS é possível ter uma visão muito mais ampla e um dimensionamento global, além de acomodar os picos na demanda de recursos. Assim, os desenvolvedores podem entregar recursos de TI aos colaboradores a qualquer hora e em qualquer lugar, sem abrir mão da agilidade e do desempenho;
  • Aumenta a escalabilidade, confiabilidade e capacidade de suporte – essa tecnologia descarta a necessidade de mantimento e atualização dos produtos de hardware e software, além de solucionar problemas com equipamentos;
  • Aprimora a segurança – um provedor de serviços em Nuvem pode proporcionar muito mais segurança aos dados e aplicativos do que se a empresa tentasse internamente;
  • Ajuda a inovar e entregar novos aplicativos com mais agilidade – a infraestrutura de Cloud necessária fica pronta para entregar em questão de minutos ou horas e, como não é preciso configurar a infraestrutura subjacente, os aplicativos são entregues ao usuário com muito mais agilidade na IaaS.

O que é PaaS?

Platform As a Service (PaaS), ou como é conhecido em português, Plataforma como Serviço, é um modelo no qual o ambiente da Nuvem oferece aos usuários plataformas para desenvolvimento e implantação de tecnologias para a Cloud Computing.

Sendo assim, neste formato, você não precisa lidar com tudo que está na camada de infraestrutura, visto que as aplicações já contam com uma finalidade de uso e é o fornecedor de tecnologia em Nuvem que se responsabiliza pelas questões estruturais. Isto é, em uma solução PaaS, o usuário pode focar sua energia apenas na aplicação que deseja disponibilizar em Nuvem.

Como toda a responsabilidade de recursos computacionais e infraestrutura passam para fornecedor de Cloud Computing, é fundamental que você conte com parceiros capazes de garantir bons índices de segurança e disponibilidade de estrutura, disponibilização de recursos, resposta rápida para o dimensionamento e, é claro, ofereçam suporte qualificado para lidar com as demandas das aplicações em PaaS.

Se voltarmos ao exemplo da estadia de viagem, o PaaS seria o equivalente a escolher um imóvel pronto. Não haveria nenhuma preocupação com a estrutura, pois o local já estaria todo montado para que você pudesse apenas usufruir da forma como desejasse. Embora sua autonomia para personalizar o ambiente fosse reduzida, as maiores responsabilidades não ficariam sobre você.

Exemplos de aplicação PaaS

PaaS é usado como:

  • Aplicação para disponibilizar sites e e-mails;
  • Hospedagem de sites;
  • Diversas aplicações na internet;
  • Kuberbetes – sistema de orquestração de contêineres.
  • Docker – sistema de contêineres para isolamento de recursos do sistema operacional;
  • Heroku – plataforma para implantar e testar aplicações web.

Entre muitas outras formas de aplicações.

Cenários comuns do PaaS

Os cenários nos quais as empresas mais costumam aplicar PaaS são os seguintes:

Clique aqui para assinar nossa newsletter e receber conteúdos sobre PaaS e Iaas em primeira mão.

Estrutura de desenvolvimento

Como você pôde entender até aqui, o formato de PaaS oferece uma estrutura completa para os desenvolvedores que desejam fazer uma compilação, desenvolver ou personalizar aplicações baseadas na Cloud Computing.

Para que você tenha uma ideia, a forma de trabalhar no PaaS é muito parecida com o Excel, pois os desenvolvedores podem criar todo o tipo de aplicativos usando componentes de software disponibilizados pelo próprio sistema.

Além disso, a quantidade de códigos que os desenvolvedores devem fazer é muito menor, visto que podem contar com recursos de Nuvem variados, como alta disponibilidade, escalabilidade e funcionalidades de multilocatário.

Análise ou Business Intelligence

Os recursos fornecidos por um serviço de PaaS permitem que as empresas analisem e minem suas informações, descobrindo dados valiosos, padrões e prevejam resultados para melhorar suas projeções, além de tomarem decisões mais assertivas a respeito do design de produto, experiência do usuário (UX) e retorno sobre investimentos.

Serviços adicionais

Provedores de PaaS podem contribuir com o desenvolvimento de outros tipos de aplicativos, como diretório, agendamento, segurança e fluxo de trabalho.

Vantagens do PaaS

Assim como o IaaS, o PaaS fornece muitas vantagens às empresas quando se trata de migração para a Nuvem. Porém, essa tecnologia conta com recursos adicionais como ferramentas de desenvolvimento, middleware e outras funcionalidades que geram ainda mais benefícios.

Veja a seguir as principais vantagens do PaaS para as organizações modernas:

  • Reduz o tempo de codificação – as ferramentas de desenvolvimento desse modelo facilitam bastante a vida dos desenvolvedores, pois contam com componentes  de softwares pré-codificados já inseridos na plataforma;
  • Mais funcionalidades de desenvolvimento sem demandar profissionais experientes – as novas funcionalidades proporcionadas pela plataforma podem ser manuseadas sem a necessidade de novos colaboradores com conhecimentos técnicos;
  • Desenvolvimento simplificado para diferentes plataformas – alguns fornecedores oferecem alternativas de desenvolvimento para as mais diversas plataformas, isto é, dispositivos móveis, desktops, navegadores etc;
  • Suporte a equipes de desenvolvimento à distância – como todo o ambiente de desenvolvimento ocorre na Nuvem, as equipes podem trabalhar em conjunto remotamente;
  • Gerenciamento de cada etapa do ciclo de vida do aplicativo – todas as funcionalidades que você precisa para dar suporte ao ciclo completo do aplicativo Web;
  • Uso acessível de ferramentas sofisticadas – um modelo de PaaS oferece ferramentas e softwares de desenvolvimento as organizações não poderiam comprar por completo.

Essas informações sobre as diferenças entre IaaS x PaaS foram úteis para você? Então o que acha de acessar o site da Engine e conhecer os melhores serviços em Nuvem que sua empresa pode encontrar no mercado?

Veja também