+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

Gestão integrada: o que é e como colocar em prática nas indústrias

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O processo de transformação digital pelo qual a sociedade e o mercado estão passando tem influenciado diretamente o comportamento de consumo, visto que o cliente da era da informação é muito mais exigente em relação à qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelas empresas. Para lidar com essa nova demanda, a indústria tem apelado para estratégias e ferramentas inovadoras, como a gestão integrada.

Além de oferecer uma perspectiva mais ampla a respeito dos negócios, a gestão integrada é fundamental para garantir a produtividade das operações no chão de fábrica, reduzir custos, encurtar o tempo de entrega ao consumidor final e manter a organização competitiva diante de seus concorrentes.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você entenda o que é gestão integrada, qual a sua importância e como colocá-la em prática no contexto da Indústria 4.0.

O que é gestão integrada?

A gestão integrada é um conceito abrangente que envolve sistemas, medidas e estratégias que têm como finalidade ampliar a visão sistêmica a respeito do funcionamento de uma empresa, isto é, suas políticas de trabalho, processos operacionais e tudo mais que esteja relacionado às demandas de produção e ao chão de fábrica.

No conceito industrial, a gestão integrada se mostra ainda mais importante, pois há uma carência de tecnologias que atendam às necessidades do setor. Ou seja, embora existam muitos softwares desenvolvidos sob medida para os mais diversos segmentos do mercado, a indústria carece de ERPs que controlem, em uma única ferramenta, todos os processos organizacionais, como:

  • controle de estoque;
  • gestão de dados;
  • finanças e contabilidade;
  • melhoria de produtos e serviços;
  • gestão de relacionamento com fornecedores.

Entre outros aspectos cruciais para garantir a satisfação dos consumidores e a superação dos desafios cotidianos.

Qual a importância da gestão integrada?

É muito comum que esse formato de gestão seja implementado com a finalidade de aprimorar os processos operacionais e atividades internas da indústria devido ao fato de prevenir falhas, minimizar custos e até mesmo fortalecer a imagem do negócio.

Veja a seguir alguns dos principais motivos pelos quais a gestão integrada é tão importante para as organizações modernas.

Confiabilidade das informações

Mesmo no contexto da era da informação digitalizada, ainda existem muitas empresas do setor industrial que utilizam meios obsoletos para gerir as suas informações. Isso abre uma grande margem para erros e falhas humanas, que impactam diretamente na produtividade do negócio.

Porém, ao implementar um bom ERP de gestão integrada para a indústria, alguns dados sequer precisarão ser preenchidos pelos colaboradores, já que o software é baseado em tecnologias de automação.

Dessa forma, há um aumento significativo na confiabilidade das informações para atividades importantes — como a facilidade de acesso a dados sobre processos de produção ou a respeito da performance da operação — o que facilita a análise de dados e a tomada de decisões.

Redução do retrabalho

Se há um gargalo de produção que gera desperdício de recursos no setor industrial é o retrabalho, isto é, utilizar o dobro do tempo dos colaboradores e dos insumos para se chegar ao mesmo resultado.

A partir do momento em que os serviços manuais são eliminados e todas as informações da empresa estão interligadas em um mesmo servidor — e disponíveis para toda a equipe em tempo integral —, a tendência é que os profissionais possam focar nas atividades que realmente importam.

Controle de estoque

O estoque é uma das vertentes da logística que mais necessitam de organização e integração. Felizmente, ele também é uma das áreas que a gestão integrada abrange. Hoje, existem ERPs que integram — em uma única ferramenta — diversos aspectos relacionados ao inventário de insumos e produtos da indústria, como produção, compras e vendas, relacionamento com os fornecedores e muito mais.

Assim, a fábrica passa a ter muito mais controle dos itens que entram e saem. E isso gera impactos positivos diretamente na produtividade do negócio. Ou seja, a indústria tem muito mais organização dos processos operacionais e menos perdas na produção.

Redução de custos

Como foi dito anteriormente, o retrabalho gera desperdício, mas esse não é o único desafio com o qual a indústria lida em seu cotidiano. Falhas humanas, atrasos nas entregas, perda de insumos por má gestão de estoque e até mesmo multas são alguns dos fatores que elevam os custos operacionais e diminuem a rentabilidade do negócio.

No entanto, com boas práticas de gestão integrada, a redução desse tipo de despesas se torna uma realidade, visto que, com os processos centralizados em um único local, os gestores têm mais facilidade de identificar os seus gargalos e tomar as medidas adequadas para eliminá-los.

Como colocar em prática a gestão integrada nas indústrias?

Agora que você já sabe o que é gestão integrada e de que forma esse conceito pode beneficiar a empresa, mostraremos algumas boas práticas para implementá-la no contexto industrial.

Certifique-se de que o ERP atende às necessidades da indústria

Como foi dito no início do artigo, a indústria tem demandas e necessidades muito específicas, principalmente devido à forte influência da tecnologia no comportamento de consumo na era da transformação digital.

Isso significa que é preciso dar prioridade para sistemas de gestão integrada que ofereçam soluções que abranjam os mais diversos departamentos da empresa. A ideia é eliminar o máximo de tarefas manuais e otimizar os processos operacionais por meio da automação.

Um ERP voltado para a Indústria 4.0 proporciona agilidade no acesso à informação e, ao mesmo tempo, facilidade de uso e de implementação. Afinal, de que adianta investir em uma tecnologia de ponta se ela não for intuitiva e a equipe não conseguir usufruir ao máximo de seus benefícios?

Verifique quais são as tecnologias que sustentam a ferramenta

Não foram poucas as empresas que aderiram ao uso de sistemas de gestão integrada nas últimas décadas. Com isso, tivemos uma popularização de ferramentas que prometem automatizar tarefas e suprir necessidades comuns do cotidiano empresarial.

No entanto, grande parte dos ERPs que nos deparamos hoje no mercado não são fundamentados em tecnologias capazes de otimizar todos os processos de uma empresa do setor industrial. O que muitas vezes leva a organização a ter que contratar mais sistemas e, por consequência, aumentar os seus custos.

Sendo assim, antes de contratar um sistema de gestão integrada, verifique se a solução é sustentada por recursos e conceitos tecnológicos modernos, como o SAP S/4HANA, que tem Inteligência Artificial e Machine Learning integrados, por exemplo.

Priorize sistemas com funcionalidades importantes

Para implementar a gestão integrada, é necessário que a ferramenta adotada tenha funcionalidades essenciais para o dia a dia de uma organização do setor industrial, tais como:

  • Controle de Produção;
  • Controle de Estoque;
  • Prestação de serviços;
  • Vendas e Faturamento;
  • Gestão Financeira;
  • Importação de Produtos;
  • Compras e Recebimentos;
  • Controle do Chão de Fábrica;
  • Plano de Produção e MRP;
  • Bloco K;
  • Controle de Qualidade;
  • Integração com o departamento de contabilidade;
  • Controle da Expedição.

Entre tantas outras funções cruciais para o funcionamento do negócio.


Para concluirmos, vale ressaltar que, em tempos de Indústria 4.0, a tecnologia é uma grande aliada da gestão integrada. O uso de ERPs e ferramentas de automação de processos já não é mais considerado um diferencial competitivo, mas sim um pré-requisito para que a empresa possa competir com os seus concorrentes de maneira equilibrada em um cenário acirrado como o atual.

Quer saber como a Engine pode ajudar o seu negócio com as melhores soluções de gestão integrada para o setor industrial? Então entre em contato com a nossa equipe agora mesmo e conheça os nossos serviços!

Veja também