+55 11 3939-0480

atendimento@enginebr.com.br

13 índices de sucesso para gestores da indústria de alimentos

Compartilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os números são absolutos! E quando falamos de uma indústria de alimentos, ganham ainda mais relevância. Porém, é comum que gestores da indústria de alimentos se perguntem:

  • Como analisar os números?
  • O que fazer com os números da minha empresa?
  • Como quantificar processos e por quê?

Eis a importância do KPI, que em uma tradução direta significa Indicador-Chave de Desempenho. É por meio de um KPI que é possível quantificar os resultados de um determinado processo ou operação, para que se possa avaliar seus resultados finais.

Todo gestor precisa destas mensurações para avaliar os resultados, mas também tomar decisões estratégicas mais assertivas. Mas quais são os 13 índices de sucesso para gestores da indústria de alimentos? É o que a Engine revela agora, neste conteúdo preparado especialmente para gestores da indústria de alimentos.

O que é um KPI?

Key Performance Indicator, ou simplesmente KPI, é uma técnica de gestão absolutamente indispensável para se medir, de forma concreta, os resultados que uma ação traz. Ou seja, é preciso medir para saber o alcance daquela ação e, principalmente, se ele está trazendo os resultados esperados pela empresa.

Por aqui, chamamos o KPI de Indicador-Chave de Desempenho ou, simplesmente, Indicador de Desempenho de Processo. Quando se fala em produtividade, somente por meio de uma avaliação capacitada e parametrizada podemos medir o resultado. E essa medição não serve apenas para quantificar o sucesso de uma empreitada. Por meio dela, é possível avaliar a própria ação.

Principais tipos de Indicadores de KPIs

Existem 10 tipos de indicadores de KPIs que gestores da indústria de alimentos precisam analisar para medir o sucesso de uma empresa. São eles:

  1. Indicadores de Eficiência;
  2. Indicadores de Eficácia;
  3. Indicadores de Capacidade;
  4. Indicadores de Produtividade;
  5. Indicadores de Qualidade;
  6. Indicadores de Lucratividade;
  7. Indicadores de Rentabilidade;
  8. Indicadores de Competitividade;
  9. Indicadores de Efetividade; e
  10. Indicadores de Valor.

As vantagens de se utilizar KPIs

É importante usar KPIs em sua empresa porque:

  • Oferecem informações preciosas sobre cada etapa de produção avaliada; 
  • Trazem aumento da eficiência e mais eficácia aos processos internos;
  • Garantem transparência nas métricas e nos resultados;
  • Ajudam – e muito – na tomada de decisões mais assertivas;
  • Eliminam desperdícios e o retrabalho;
  • Trazem maior alinhamento entre os departamentos da empresa;
  • Aumentama competitividade e os resultados finais.

13 KPIs para gestores da indústria de alimentos

Gestores de indústrias alimentícias podem se basear nesses 13 KPIs para medir a eficiência e sucesso das suas empresas:

  1. Eficiência Global dos Equipamentos (OEE)

Este é um dos principais indicadores de produtividade em uma indústria, e, claro, é fundamental para a indústria de alimentos. Esse KPI mede a eficiência das máquinas, avaliando sua disponibilidade, desempenho e qualidade.

  1. Horas trabalhadas na produção

Qual é o número de horas de colaboradores dedicados à atividade de fabricação? É um importante índice porque mede a evolução da produção da empresa.

  1. Número de produtos produzidos

Esse KPI indica qual o resultado absoluto que uma linha de produção consegue alcançar.

  1. Tempo Médio de Reparo (MTTR)

Mais um KPI fundamental para se estudar a produtividade de uma indústria de alimentos. Ele mensura a média de tempo gasto para o conserto de uma máquina avariada. Assim, ajuda a avaliar o trabalho de manutenção da fábrica.

  1. Utilização da Capacidade instalada

O gestor poderá, por meio deste indicador, comparar o quanto a indústria de alimentos está produzindo com sua capacidade da linha de produção.

  1. Turnover do estoque

Estuda e apresenta os resultados do ciclo de renovação do estoque de uma indústria de alimentos. Assim, mede os níveis de ingredientes e suprimentos para analisar o estoque de produtos prontos para venda. 

  1. Taxa de perfeição e erro

Utilizado por gestores de Supply Chain da indústria de alimentos para avaliar a qualidade do serviço de produção e entrega. Avalia quantas entregas foram feitas sem erro ou problema algum.

  1. Índice de Qualidade do Fornecedor (IQF)

Este índice garante o controle sobre a procedência de insumos utilizados, qualificando fornecedores. Dessa forma, a empresa poderá garantir a integridade de sua operação.

  1. Cash to cash cycle

Este KPI mensura o intervalo de tempo operacional entre o pagamento dos ingredientes e dos materiais diversos necessários para a produção e o recebimento pela venda total daquele lote.

  1.  Custo de transporte por unidade

Qual é o custo de frete de cada produto? Essa métrica permite descobrir isso, apontando o custo do frete de cada produto e identificando os itens que têm maior investimento de logística.

  1. Média de entregas realizadas no tempo ideal

Vamos avaliar os prazos de entrega dos produtos? Esse índice de desempenho estuda e quantifica o número de entregas que são feitas dentro do prazo, fora do prazo, no tempo ideal considerado pelo cliente e antes mesmo desse prazo.

  1. Days of Supply (DOS)

Trata-se, também, de um KPI muito utilizado por gestores da indústria de alimentos. Este índice analisa e quantifica a eficiência da cadeia de suprimentos. Ele é calculado a partir da divisão do estoque médio disponível pela demanda média mensal.

  1. Rastreabilidade

É uma mensuração fundamental para a indústria de alimentos porque controla os lotes, garantindo a conformidade das mercadorias estocadas ou comercializadas.

Estes são apenas 13 dos inúmeros KPIs fundamentais para uma indústria de alimentos. Cada gestor saberá escolher os KPIs essenciais para cada área ou ação que quiser mensurar. As possibilidades são inúmeras. O mais importante é fazer do uso de KPIs uma prática constante na empresa. O que é preciso, de fato, é inserir a mensuração cotidiana na cultura da organização. 

Como as soluções da Engine podem ajudar na tomada de decisões assertivas e obter melhores resultados 

As soluções que a Engine oferece para a indústria de alimentos garantem muito mais assertividade à empresa, o que reflete, naturalmente, na melhoria dos resultados finais. Isso porque oferecemos soluções de gestão empresarial de classe mundial, por meio de processos seguros, sustentáveis e que oferecem informações ágeis entre as áreas estratégicas do negócio para a tomada de decisões.

A Engine tem mais de 25 anos de experiência, e se tornou, nesse tempo, uma especialista em soluções para empresas da indústria de alimentos. Temos vários clientes deste segmento, espalhados por todo o país, e por isso conhecemos muito bem este mercado e suas particularidades. Entendemos com profundidade as dores e os anseios de uma empresa da indústria de alimentos.

Trabalhamos pela transformação digital da empresa e sua inserção, de fato, na indústria 4.0. A integração de toda a companhia, por meio de sistemas especialistas, traz mais produtividade, melhores resultados e, ainda, intensifica processos de segurança do alimento. Oferecemos aos nossos clientes o benefício da escalabilidade em seus negócios porque entregamos mais do que softwares. Entregamos melhores práticas e eficiência operacional.

Faça contato agora conosco e saiba o que a Engine pode fazer por sua empresa da indústria de alimentos

Veja também